Imprimir Página

Programação SEDA Campinas-SP 2017

A VII Semana do Audiovisual Campinas acontece de 05 a 13 de Agosto de 2017 e pautará o olhar e a visão para as latências e fragmentações sociais. “Olha e Vê, quem tem coragem, se te carece, instiga, movimenta, não é um direito garantido, mas ainda é de graça” – olha e vê múltiplas realidades. Fragmentações que tentaremos reunir e remontar na VII SEDA. Provocar encontros de construções coletivas e suas lutas cotidianas. “disjunções inclusivas, conjunções nômades: uma transexualidade microscópica em toda parte, que faz com que a mulher contenha tantos homens quanto o homem, e o homem mulheres, capazes de entrar, uns com os outros, umas com as outras, em relações de produção de desejo que subvertem a ordem estatística dos sexos.” Queremos somos seres esquizos.

Gêneros e a presente, e cada vez mais próxima, violência contra a mulher; Raça e Classe, trazendo os genocídios contra o povo negro e as suas ínfimas formas de reparações possíveis; A verdadeira loucura de querer fazer desaparecer a complexa realidade das políticas de drogas no país, a cracolândia e as políticas higienistas nossa de cada dia; As políticas religiosas pregadas e impostas nas políticas de governo das cidades; A necessidade de outras estruturas de comunicação e a reinvenção da imprensa; A questão da produção e circulação de saberes, a possibilidade de acesso e inclusão de outros conhecimentos; O encarceramento na infância e adolescência e os ciclos de violências institucionais que isso re-produz; A discussão da produção do cinema em sua intensa materialidade na vida das pessoas, imagem, som, estética, política, linguagem, acesso, tecnologia, hierarquia, meios de produção, difusão, debate e construção da opinião pública: cineclubismo, entre outras diversas TRANS-versalidades.

A SEDA Campinas é trans-mitida, trans-itada, trans-gredida, trans-tornada, trans-passada, trans-mídia.

Programação Semana do Audiovisual Campinas – SEDA 2017

05 de Agosto

15h às 18h

filmeNosCarolinas

Atividade: SEDA GÊNERO – Exibição seguida de debate do filme “Nós, Carolinas” + Formação “representação da mulher na mídia”.

Convidadas: Coletivo Nós, Mulheres da Periferia

Local:  Maloca Arte e Cultura – Rua Maria Pink Luís, 100. Vila União, Campinas.

19h às 22h

filmeQuemMatouEloa

Atividade: SEDA GÊNERO – Exibição seguida de debate do filme “Quem matou Eloá” + Apresentação de dança “MEIA HORA”, de Daniela Beskow.

Debate: Violência Contra a Mulher

danibescow

Sinopse da Dança MEIA HORA:
Uma mulher ouve as notícias do rádio. É 2028 e não há mais violência contra as mulheres no Brasil. Os homens pararam de violentar! As mulheres vitimizadas por estupro, assassinato, aborto precarizado, objetificação e violência visual, violência psicológica e abuso emocional, violência estética e simbólica, violências verbais e humilhações, violência obstétrica, menores salários, triplas jornadas, assédio no local de trabalho, nos transportes, nas ruas. Mulheres vitimizadas por todas as formas de misoginia, não existem mais. As mulheres não são  mais anônimas, sem rosto, sem nome. Não são mais estatística.

Ficha Técnica:
Concepção, execução e texto: Daniela Alvares Beskow
Trilha sonora: Ana Carolina Haddad, Agnes Luzia, Julia Kumpera, Geisa Marques e Daniela Alvares Beskow
Edição da trilha sonora, cartazes e teaser: Tumulto Produções Artísticas
Fotografia: Alek Lima
Duração: 35 min.
Faixa etária: 14 anos

Local: Museu da Imagem e do Som de Campinas (MIS) – Rua Regente Feijó, 859. Centro, Campinas.

06 de Agosto

15h às 18h

postercartaz com premios

Atividade: SEDA SOM – Exibição seguida de debate do filme “Comand Action” + “A menina que dançou com diabo” + “Jabberwocky”

Convidadas: Léo Bortolin; Dora Torres; Carol Leão.

Debate: Nesse espaço privilegiaremos o trabalho de som realizado no cinema e a partir desse olhar, pensaremos sobre as sensibilidades diluídas entre as ondas sonoras.

Sinopse da atividade: Os filmes eleitos para essa discussão correspondem a três curtas-metragens. Duas dessas produções (“Command Action” e “A menina que dançou com o diabo”) são fruto do trabalho do coletivo Kino Olho de Rio Claro/SP. Ambos problematizam aspectos da cultura popular na contemporaneidade, revelando, por meio do som, as intensidades desse universo.

O outro curta (“Jabberwocky”), de origem Tcheca, nos ambienta, com o som, os conflitos e as paixões políticas dos anos 70.  

Local: Museu da Imagem e do Som de Campinas (MIS) – Rua Regente Feijó, 859. Centro, Campinas.

19h às 22h

filmeOsFilhosDosOutros

Atividade: SEDA LIBERDADE – Exibição seguida de debate da web série “Os Filhos dos Outros”

Convidados: Bruno Garibaldi e Tom Hamburger

Debate: O impacto da PEC da Redução da Maioridade Penal, que propõe a redução da imputação penal no Brasil de 18 para 16 anos.

Sinopse da atividade: “O Filho dos Outros”, é uma web série documental em 4 episódios que se propõe a investigar e discutir a Redução da Maioridade Penal sob diversos ângulos e suas possíveis consequências na sociedade brasileira caso seja definitivamente aprovada.

Local:  Praça Bento Quirino – Rua Sacramento, 1. Centro, Campinas.

07 de Agosto

19h às 22h

ExposicaoArtePostal

Atividade: SEDA LOUCA + SEDA RUA – Abertura das exposições “Invisíveis Visíveis” e “Arte Postal – Eu no Mundo” + Lançamento do videoclipe do Coletivo da Música em parceria com o Ponto de Cultura Maluco Beleza: “O Samba e a Ciranda” + Sarau

Convidadas: Pamela Leoni e Banda Mukama, Soul Porque Somos, Coletivo da Música e mais.

Sinopse da atividade: “Invisíveis Visíveis” apresentará as produções artísticas e artesanais dos moradores dos abrigos da Rede de Assistência Social de Campinas para a população adulta em situação de rua. Entendendo as práticas culturais e artísticas como um dos eixos fortalecedores dentro de um novo projeto de vida, o objetivo desse projeto é o de promover o acesso da população de rua a equipamentos públicos de arte e cultura, valorizar suas produções artísticas e possibilitar um espaço de trocas e integração entre os diferentes abrigos.

A exposição de arte postal apresentará os cartões postais recebidos através da III Convocatória de Arte Postal com tema “Eu no mundo!”. O objetivo principal desta arte é a troca sem comércio, de forma democrática, com a proposta inicial de não depender de galerias de arte, jurados e exclusividade em arte.

Local:  Museu da Imagem e do Som de Campinas (MIS) – Rua Regente Feijó, 859. Centro, Campinas.

08 de Agosto

19h às 22h

morte-capa

Atividade: SEDA CINEMA E EDUCAÇÃO – Exibição seguida de debate do Filme “A Morte do Cinema”

Convidadas: Carol Sartomen (Conselho Nacional de Cineclubes), Carlos Miranda (Rede Kino), Wenceslao Oliveira (Grupo Olho), Camila Santos Borges (Professora de Educação Especial da EMEF Profª Elza Maria Pellegrini de Aguiar), Marta de Almeida Oliveira (Orientadora Pedagógica da CEI  Cha Il Sun e Regente Feijó), Zelma Bosco (Coordenadora Pedagógica da Coordenadoria Setorial de Formação, participante da equipe do Programa Cinema & Educação: A experiência do cinema na escola de educação básica).

Debate: O audiovisual enquanto ferramenta de educação social e a Lei 13.006/2014.

Sinopse da atividade: Os conflitos inerentes ao universo da educação pública brasileira, seus aspectos comuns e díspares nas diferentes regiões do país. A maneira pela qual a produção cinematográfica problematiza essas realidades e como elas potencializam, enquanto ferramenta didática, essas espaços. A proposta dessa atividade é de entender a partir da Lei 13.006/2014 qual cinema nacional vai para as escolas e como.

Local:  Museu da Imagem e do Som de Campinas (MIS) – Rua Regente Feijó, 859. Centro, Campinas.

09 de Agosto

19h às 22h

filmePrecisamosFalarComOsHomens

Atividade: SEDA GÊNERO – Masculinidades – Exibição seguida de debate do filme “Precisamos Falar Com os Homens”, produção de ONU Mulheres.

Convidada:  Maíra Lana (Mov Homens Libertem-Se)

Debate: Outras práticas de masculinidade na desconstrução do poder, das violências, papéis sociais reducionistas e o patriarcado.

Sinopse da atividade: Historicamente temos papéis sociais definidos e estruturas hegemônicas de relação que dão manutenção às formas de poder, violência e opressão majoritariamente geradas pelos homens nesses papéis. Porém esses homens também sofrem as violências dessas estruturas e segundo dados de pesquisas internacionais, são os que mais morrem por não cuidarem da sua saúde, os que mais adoecem psiquicamente negando a doença social existente e os que mais se tornam dependentes adictos crônicos pelo uso excessivo de substâncias. A proposta da atividade é entender e mensurar o papel protagonista dos homens na luta pelo resgate aos direitos humanos e por uma sociedade igualitária de fato.

Local:  Museu da Imagem e do Som de Campinas (MIS) – Rua Regente Feijó, 859. Centro, Campinas.

10 de Agosto

14h às 22h

aguasuja

Atividade: SEDA PRÁTICAS CULTURAIS POPULARES – Exibição seguida de debate do filme “Água Suja” + “Festa em Patrimônio” + Curtas brasileiros atuais.

CURTAS: BUMBA BUMBA (15min); DERRUBADA (4min); GATUNOS S.A (30min); MOBILIÁRIO URBANO (-); VIDAS CRUZADAS (30min); QUEM CHEGAR POR ÚLTIMO (15min); TEHOM (8min); EXPERIMENTO COTIDIANO N.1 (20min); LADRIDOS (9min); NUNCA É NOITE NO MAPA (6min).

Convidadas:  Coletivo Mapa Xilográfico, Coletivo Nóis, Rogério Borges (Kino Olho), Vick Moraes.

Debate:  As resistências, as permanências e as tensões da vida urbana e as culturas populares.

Sinopse da atividade: As resistências, as permanências e as tensões da vida urbana provocam práticas criativas e inusitadas que surpreendem os olhares atentos. De que maneira o cinema contemporâneo capta essas culturas populares na cidade e de que maneira traduz e circula saberes.  

Local:  Espaço Culinário Saberes e Sabores – Rua da Garça, 43. Vila Industrial, Campinas.

11 de Agosto

09h às 17h

filmeHotelLaide

Atividade: SEDA LOUCA – Exibição seguida de debate do filme “Hotel Laíde” + Sarau da Saúde Mental.

Convidados:  Luiz Fernando Petty (Marcha da Maconha Campinas), Pedro Henrique de Faria (Leipsi Unicamp), Nicole Cordone e Amauri Nogueira (Luta Antimanicomial Campinas), Redutoras e Redutores de Danos Campinas, Grupo de Música do CAPS AD Antônio Orlando, Nilson (GAM) e mais.

Debate:  Cracolândia: redução dos danos ou higienização estigmatizante?

Local:  Maloca Arte e Cultura – Rua Maria Pink Luís, 100. Vila União, Campinas.

19h às 22h

filmeNuncaMeSonharam

Atividade: SEDA RAÇA E CLASSE – Exibição seguida de debate do filme “USP 7%” + “Nunca me Sonharam”

Convidados:  Núcleo de Consciência Negra da Unicamp, Núcleo de Consciência Negra da USP, Coletivo Frente Pró Cotas Unicamp, Coletivo dos Cursinhos Populares de Campinas e Região.

Debate:  A luta por um ensino público, de qualidade e “desmarginalizante”.

Sinopse da atividade: As relações opressoras de classe e de raça e os processos de luta que vêm se desenvolvendo para a reversão do sucateamento institucional do Ensino Médio e da histórica elitização das universidades públicas brasileiras, voltadas principalmente para a formação dos filhos da elite branca do Brasil.

Local:  Cursinho Popular Flor de Maio – Rua Pico da Bandeira, 200. Jardim Everest, Hortolândia.

12 de Agosto

14h às 18h

Atividade: SEDA GÊNERO – Formação “Comunicação segura para mulheres” (Necessita Inscrição pelo link: https://vedetas.org/inscricao/ – Somente para Mulheres)

Convidadas: Coletiva Vedetas

Formação: Comunicação Segura Para Mulheres. A Coletiva Vedetas de São Paulo vem à Campinas-SP para dar uma oficina sobre Comunicação Segura dentro da atualidade, cultura digital, tecnologia e processos midiáticos.

Necessário fazer inscrição no link: https://vedetas.org/inscricao/ (Somente para Mulheres)

Sinopse da atividade: Vedetas é nossa servidora feminista. Ela existe para ajudar grupos feministas nas suas atividades online e aumentar a segurança e autonomia de mulheres na internet.

Local:  Maloca Arte e Cultura – Rua Maria Pink Luís, 100. Vila União, Campinas.

19h às 23h

FilmePulpitoeParlamento

Atividade: SEDA POLÍTICA E RELIGIÃO – Exibição seguida de debate do filme “Púlpito e Parlamento”+ Sarau

Convidadas: Rony Coelho, Abimael Carvalho e Banda Clandestinas.

Debate: A religiosidade e a política no cotidiano das instituições do Estado brasileiro e na mentalidade da população pobre.

Sinopse da atividade: A maneira como são articuladas as influências e o debate no campo simbólico sobre universo da religião e da política.

Local: Maloca Arte e Cultura – Rua Maria Pink Luís, 100. Vila União, Campinas.

13 de Agosto

19h às 22h

Captura de tela de 2017-07-16 14-23-49

Atividade: SEDA TORÉ – Exibição seguida de debate do filme “O Retorno da Terra Tupinambá”

Convidada: Rede de Apoio à etnia Kariri Xocó em Campinas-SP

Debate: Comunicação hegemônica – Uma ferramenta de manutenção do sistema capitalista, uma ferramenta de opressão contra os povos originários.

Sinopse da atividade: Séculos se passaram desde a chegada dos europeus à América do Sul. Desde então assistimos genocídios aos negros e indígenas no nosso país e damos mais importância histórica ao Holocausto, ao Nazismo, entre outros acontecimentos que dizimaram populações e povos. 2017 e essa realidade continua acontecendo. O que dá o tom, a maquiagem e a naturalização desses processos no Brasil e no mundo é a Imprensa e as grandes corporações midiáticas que vêm criminalizando e invertendo os valores históricos e culturais desses povos originários. Outras referências e processos midiáticos são necessários, como fazê-los?

Local:  Praça Bento Quirino – Rua Sacramento, 1. Centro, Campinas.

Link permanente para este artigo: http://midialivrevaijao.art.br/programacao-seda-campinas-sp/

ChatClick here to chat!+